O SUS é mais do que um sonho: é uma conquista!

Por Fabiola Fernanda, Keila Vargas, Marcila e Zuleide Guimarães Gomes, Acadêmicas de Enfermagem da FIT (Faculdades Integradas do Tapajós)

O período de 25 de abril a 05 de maio de 2010 foi de grande importância para nosso crescimento profissional, vivenciamos uma experiência fascinante. O estágio rural que inicialmente significava o cumprimento de carga horária do 8º semestre do curso de Enfermagem das Faculdades Integradas do Tapajós passou a ser um período de aprendizado sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). De que forma? Praticando, exercendo nossas atividades dentro dos princípios do SUS o que nem sempre fora possível na área urbana.

Apesar das limitações existentes, observamos que as comunidades eram assistidas integralmente. Dentro da Unidade identificava-se a necessidade do paciente e este recebia a atenção direcionada a cada nível de complexidade, ou seja, o que a enfermagem não podia solucionar o médico ara acionado para avaliar, não sendo possível resolver o cliente era então referenciado. Essa atenção deixava os pacientes satisfeitos por terem um direcionamento adequado, uma solução para seu problema.

A humanização certamente foi evidenciada na maneira como as pessoas eram atendidas, havia um interesse real em atender com qualidade, sem distinção. Na recepção todos eram informados sobre como seriam atendidos, o agente de saúde trazia as necessidades da comunidade repassando para a enfermagem para que fosse formulado um plano de ação dentro dessas informações. Um exemplo a destacar fora as visitas domiciliares em que saiamos da base, para prestar atendimento a quem se encontrava impossibilitado de vir até o ABARÈ. Para essas pessoas isso significava muito, percebíamos no olhar de cada um a satisfação em que nos recebiam e aceitavam nossas orientações.

Não apenas a questão saúde era trabalhada, presenciamos a participação direta da população através da implantação das Comissões Locais Intersetoriais (CLIs), onde os grupos representativos (lideranças) das comunidades são incentivados a buscarem melhorias para sua área, levantam os problemas existentes e lutam por soluções. A força dessas comunidades resulta em benefícios para todos os membros, pois muitas conquistas já foram alcançadas, como a pedra sanitária, energia, escolas e programações de lazer dentro da comunidade. Isso mostra que a implantação das CLIs representa um importante papel dentro de uma comunidade, lembrando que o exemplo do sucesso de uma reflete em incentivo para outras. Isso sempre fora abordado durante a implantação das comissões.

Dessa forma aprendemos que a teoria de que o SUS só existe no papel pode ser mudada. Uma dinâmica de trabalho dentro das estratégias do SUS pode ser desenvolvida satisfatoriamente, se houver um empenho conjunto de toda a equipe envolvida. Apesar das limitações a equipe do ABARÈ provou que o SUS é uma conquista diária que pode ser alimentada com a cooperação de todos, buscando os recursos necessários, fazendo ações acontecerem com qualidade e visando sempre o bem estar de seu público. O ABARÈ conquistou esse sonho e acreditamos que também poderemos contribuir para que isso seja conquistado em outros locais onde estaremos atuando!

  1. Trackback from Mage on 13 de abril de 2012 at 8:49

  2. Trackback from porno on 1 de maio de 2012 at 12:34

  3. Trackback from Pussy on 3 de maio de 2012 at 0:43

  4. Trackback from china on 5 de maio de 2012 at 19:15

  5. Trackback from xplod on 6 de maio de 2012 at 0:17

  6. Trackback from strom on 6 de maio de 2012 at 12:15

  7. Trackback from all on 9 de maio de 2012 at 3:09

  8. Trackback from L5S1 on 16 de maio de 2012 at 9:21

  9. Trackback from diet on 20 de maio de 2012 at 21:28

  10. Trackback from dixi on 22 de maio de 2012 at 3:58

  11. Trackback from Seo on 23 de maio de 2012 at 9:25

  12. Trackback from tpms on 30 de maio de 2012 at 16:49

  13. Trackback from fat on 1 de junho de 2012 at 16:06

Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *